“Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio porque as águas nunca são as mesmas e nós nunca somos os mesmos”. O existir é um perpétuo mudar, um estar constantemente sendo e não-sendo, um devir perfeito; um constante fluir...

Se gosta seja amigo :) Namasté!

28 de novembro de 2007

Revolta e Pena


Ás vezes só me apetece chorar!
Fico com um nó na garganta
por não poder gritar.
E cravo as unhas,
de mãos cerradas,
para conseguir aguentar.
Porque é injusto.
porque é estúpido.
Porque é ridiculo.
É apenas resultado de mentes ignorantes,
de gente mesquinha, pequenininha,
que teme o que não conhece
e para as quais é bem mais fácil
destruirem o que não conhecem
do que conhecerem o que temem.
Pena...asco...desprezo...
São os sentimentos que me suscitam...
Eu juro que tento...
esforço-me e debato-me para ser melhor...
Para ser forte...
mas as lágrimas nascem da revolta
e salgam-me a alma de dor,
na angustia de não poder...
Não...ainda não consegui resolver este padrão...
E não sei, sinceramente, se alguma vez consiguirei.
Perdoar quem magoa e ataca e tenta destruir
Seres cuja única culpa
é terem nascido de uma determinada raça...

Perigosos? Perigosos são os homens...que se matam e agridem
gratuitamente, diariamente, cruelmente...
Que maltratam os filhos, batem, violam, estupram, matam...
Que não têm qualquer consideração pela Vida.
Tenho pena de vocês...
De tudo o que poderiam ser e não são.
De tudo o que poderiam saber e não sabem.
De tudo o que poderiam conhecer e não conhecem.
De tudo o que poderiam ter e não têm.
De tudo o que poderiam fazer e não fazem.
Porque têm medo.
Porque não querem.

Um comentário:

Som Do Silêncio © disse...

Nem consigo comentar este teu desabafo, pois está muito sentido.
Deixo-te um beijo e um abraço