“Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio porque as águas nunca são as mesmas e nós nunca somos os mesmos”. O existir é um perpétuo mudar, um estar constantemente sendo e não-sendo, um devir perfeito; um constante fluir...

Se gosta seja amigo :) Namasté!

10 de setembro de 2009

Esforço, Karma, Frutas e Jardins



Esforço

Você deve fazer um grande esforço. Esqueça o passado e confie mais em Deus. Nosso destino não é predestinado por Ele; nem o karma é o único factor, apesar de nossas vidas serem afectadas pelos nossos pensamentos do passado e pelas nossas actividades do passado. Se você não está feliz com a maneira que a vida está se tornando, mude o padrão. Eu não gosto de ouvir pessoas atribuindo o fracasso do presente a erros do passado; fazer isto é preguiça espiritual. Ocupe-se e trate do jardim da sua vida.

Paramahansa Yogananda, "Máximas de Paramahansa Yogananda"

Não posso deixar de me maravilhar com a forma como o Universo sempre nos responde. Porque ele responde sempre. É automático. Contudo nós só recebemos a resposta se estivermos na mesma sintonia, se estivermos alertas e de coração aberto...a resposta vem sempre porque a resposta existe em si mesma, ela É. Ela já lá está, mesmo antes de nós formularmos a nossa questão.
É como uma fruta de uma árvore. Ela existe por si mesma, não é consequência da nossa fome. Não é por nós sentirmos fome que a fruta se materializa á nossa frente. Ela existe em determinada árvore, e tem um momento certo de amadurecimento para ser colhida e ser saboreada. Se a tentarmos "arrancar" á força da árvore antes da altura certa, só vamos causar dor á fruta, á árvore e ao nosso estomago... Se a deixarmos lá demasiado tempo, ela apodrece e morre, pois não foi devidamente aproveitada e apreciada.
Assim são as respostas às nossas questões. Existem independentemente de nós formularmos a questão, mas não é apenas por nós formularmos a questão que elas nos são dadas...por vezes é necessário aguardar o tempo do amadurecimento, e estar atentos para não a deixar apodrecer... e para tudo isto temos que estar acordados e alertas.
Ando ás voltas com o Karma...e com outras coisas que não se estão a encaixar e que me estão a suscitar dúvidas e questões profundas. Antes de integrar eu tenho que sentir. E tenho que entender. Porque eu acredito que somos extensões do Universo, porque eu sinto que somos Mestres de Luz a caminhar de regresso á Unidade, a casa, após a separação total - um processo plenamente aceite por todos nós e necessário. Mas acima de tudo, porque eu continuo a acreditar no AMOR INCONDICIONAL. Se calhar sou ingénua...Mas é o que eu sinto no meu coração. É o que o meu Eu Superior me transmite. Por isso vou continuar a tratar do meu Jardim, para que as frutas sejam doces e sumarentas e sempre colhidas na devida altura.



No Ensinamento Budista o Karma é:

"para todo evento que ocorre, um outro se seguirá, cuja existência foi causada pelo primeiro, e este segundo evento poderá ser agradável ou desagradável se a sua causa foi benfazeja ou não."
Um acontecimento benfazejo é aquele que não é acompanhado por cobiça, resistência ou ilusão, um acontecimento incorrecto é aquele que é acompanhado por uma dessas coisas.
Um evento não é correcto por si só, mas é chamado assim apenas em virtude dos processos mentais que acompanham.
Frequentemente visto como uma coisa negativa ou "má" o Karma pode ser também positivo e "bom".
O karma é um constante equilíbrio de forças entre nós mesmos e o mundo em que vivemos. É um sistema dinâmico, auto-ajustável no qual existe um feedback constante de acordo com a maneira como aceitamos ou recusamos as nossas experiências em cada momento. A nossa reacção e atitude diante da experiência é mais importante que a própria experiência.
Logo, a Lei do Karma diz que a responsabilidade pelas acções incorrectas nasce da pessoa que as comete. Não está condicionado à crença na reencarnação, mas é parte dessa doutrina. Não é preciso acreditar em vidas prévias para o aceitar.
Karma significa "acção". Literalmente, alguma coisa "que inicia um movimento " em algum tempo no passado, tem um efeito em algum outro tempo. Portanto o Karma pode surgir da nossa vida actual tanto quanto de uma outra passada. Os termos "bom karma" e "mau karma" são usados no Budismo não no sentido de "bem e mal", e sim num sentido de (kushala) inteligente, habilidoso, beneficente e (akushala) não inteligente, inábil e prejudicial. Assim as acções são beneficentes quando elas são benéficas para a própria pessoa e para os outros, e consequentemente são motivadas não pela ignorância, apego e aversão mas, por sabedoria, renúncia ou desapego, e amor e compaixão.
O karma é uma acção intencional, consciente, deliberada e voluntária.

Original AQUI

6 comentários:

Shin Tau disse...

Siala querida

que lindo texto nos ofereceste, uma bela partilha da tua parte ;)

Concordo com este excerto sobre o karma, mas não concordo na totalidade com o que está no início. Acho que não podemos de facto atribuir apenas as responsabilidades dos acontecimentos aos erros do passado, mas na maioria das vezes é. Claro que a responsabilidade é nossa, fomos nós que os cometemos e precisamos de ir lá atrás e rever as acções para podermos depois corrigir no presente.

O passado é importante desde que não vivamos lá. Um dos meus dilemas (caranguejo em ascendente) é saber exactamente quando largar o passado por ele estar resolvido. O meu processo é lento e por vezes doloroso, mas é asim mesmo que sei aprender. Olhando o passado e corrigindo com acções no presente para que não volte a acontecer no futuro, ou seja, limpando o karma das más escolhas.

O karma de vidas passadas, ui ui só mesmo com ajuda de terapia ;) um dia chego lá. Mas antes há que limpar o desta vida!

Beijcoas e espero que compreendas sempre o tempo de colher os frutos, eu ainda tenho dificuldades, mas já tive mais :)

António Rosa disse...

Texto muito necessário e lindo. Muito obrigado.

Siala ap Maeve disse...

Shin, já deixei o meu contributo ao teu desafio fotográfico, deveras surpreendente! Obrigada
Escolhi a noção de Karma do Budismo, para coemeçar ;)
Quero postar todas as definições que encontrar que é para depois tentar fazer uma sintese e ver se consigo alguma luz sobre este tema fascinante...como tu, eu também acredito que é com as acções conscientes de hoje que construo o dia de amanhã, e assim resgato o passado...a terapia de vidas passadas e regressão é algo que sempre me fascinou e talvez então encontre respostas mais concretas...contudo, intuo que acima de tudo esta é a vida para dar um salto para a frente (ou para cima...sem me estatelar novamente lol), e para limpar mto Karma antigo...passo a passo chegamos lá!
Beijos de luz

Siala ap Maeve disse...

António, este saiu de rajada...
Obrigada :)
Bjos de Luz

HAZEL disse...

Olá, Siala
Gratíssima pela luz que levaste à Casa Claridade!
Acabei de responder ao teu comentário lá, e vim aqui conhecer o teu espaço e colocar-me na tua caixinha de seguidores.

Parabéns pelo bonito blog que inspira paz e serenidade. Gostei muito. Senti-me bem aqui.

Beijos mágicos

Siala ap Maeve disse...

Bem vinda Hazel :) já lá vou cuscar!
Bjos de luz