“Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio porque as águas nunca são as mesmas e nós nunca somos os mesmos”. O existir é um perpétuo mudar, um estar constantemente sendo e não-sendo, um devir perfeito; um constante fluir...

Se gosta seja amigo :) Namasté!

4 de fevereiro de 2011

A linguagem esquecida

A linguagem esquecida

2 comentários:

William Garibaldi disse...

Osho é meu Mestre!
Tudo de Bom!

Libertador!


Siala, eu vim aqui dizer que amei te ver na foto de perfil!

Linda
Poderosa!
Beijos de Luz!

Siala disse...

William, obrigada :) tenho andado muito atarefada e louca para pôr as visitas em dia!
Pois é...decidi assumir de uma vez por todas o meu caminho, e quem assume quem é com confiança não tem problemas em dar o rosto ao seu projecto nem se deixa mais magoar coma s opiniões de quem não entende e acha que tudo isto é loucura. Estou em Paz meu amigo, finalmente em paz comigo mesma...e é muito bom!!!
Namasté