“Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio porque as águas nunca são as mesmas e nós nunca somos os mesmos”. O existir é um perpétuo mudar, um estar constantemente sendo e não-sendo, um devir perfeito; um constante fluir...

Se gosta seja amigo :) Namasté!

9 de fevereiro de 2011

Hoje...


Hoje...
Vi as primeiras Borboletas do ano. Eram duas e voavam felizes, felizes por estarem vivas, e por serem borboletas.
Recebi a noticia esperada mas temida...Uma amiga mais que irmã vai partir para longe, e já tem a data marcada.
Chorei. Respirei. Sorri. Ela tem que ir e eu tenho que ficar. Mas não há tempo nem distância que nos separe.
Reencontrei uma amiga que não via há muitos anos, e já agendámos um café com vista para o mar. De alguma forma sei que este reencontro faz parte de um plano maior.
Estou a conseguir resolver um problema grave num computador (eu não, mas um colega a quem pedi ajuda) que vai ajudar uma pessoa a ver a vida por outro prisma.
Há uma semana que diariamente encetava uma luta para conseguir que funcionasse, depois de tudo tentado, resta-nos entregar!
Consegui manter-me calma face a um ataque que percebi ter sido motivado pelo medo natural de tudo o que se desconhece. Todas as perspectivas e situações são necessárias neste mundo dual...
Não tenho todas as respostas, nem todas as soluções.
Mas confio que na devida altura elas surgirão, conforme a minha necessidade!
Confio em mim, nas minhas acções aqui e agora.
Sinto-me feliz e muito grata ao Universo que constantemente conspira a meu favor.

...e... o dia só ainda vai a meio!!! Que Bom!

5 comentários:

arKana disse...

eu hoje estive face a face com um medo, com um monstro interno mas até certo ponto, fui mantendo a calma, foi diferente... afinal, tudo consegui resolver e já percebi o meu desafio.

mas foi doloroso, ainda que não tanto como já foi no passado, mas sou grata por este dia que passei, já chorei, já sorri, já mil pensamentos me passaram pela cabeça...
e enquanto aceitava, na verdadeira acepção de aceitar/amar sem ser motivada por culpas, vi o porquê disto ter acontecido... já aprendi... já amei todos os que se aproveitaram das minhas fragilidades porque consigo amar as minhas fragilidades.
ainda enquanto escrevo vai tomando cada vez mais conta de mim um amor tão grande... e ainda nem acabou o dia.
beijo grande amiga

Astrid Annabelle disse...

Siala, a vida é feita de instantes mágicos...vamos colecioná-los simplesmente vivendo-os!
Beijos
Astrid Annabelle

welze disse...

por essas e por outras, querida Siala, que não devemos chorar sobre leite derramado. Um fato triste aqui, mas um muito bom alí. assim a gente vai vivendo. espero que as borboletas façam festa em torno de você. para sua alegria. abraços.

William Garibaldi disse...

Siala, o tempo e a distância jamais separam quem se ama de verdade! Meus sinceros respeitos a seus sentimentos... que sincrônico, postei algo sobre isto agorinha...
E todas as respostas virão sempre no tempo certo!
Esta dualidade... chata né! rsss

Ah, e tem um Selo pra você lá no VF também, se sentir, passa lá para recolhe-lo!

Beijos de Luz amiga!

Siala disse...

Caros amigos!Não tenho podido responder ontime aos comentários. Mas vocês estão no meu coração sempre!! Vou ter novidades em breve :) Estou em fase de grande realização...passei muitos anos a sonhar, agora é altura de trabalhar no concreto! Estou muito feliz!!
Mil sorrisos
Namasté