“Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio porque as águas nunca são as mesmas e nós nunca somos os mesmos”. O existir é um perpétuo mudar, um estar constantemente sendo e não-sendo, um devir perfeito; um constante fluir...

Se gosta seja amigo :) Namasté!

28 de julho de 2009

Turid Rugaas - Comunicação Canina



Turid Rugaas. Norueguesa. Treinadora canina. Observadora atenta, dedicada e sagaz. Hoje acordei a pensar nela. A imagem dela materializou-se á minha frente com uma nitidez assombrosa...Passados todos estes anos. E por isso decidi escrever sobre este tema...e sobre ela.
Há cerca de 5 anos estive num seminário sobre comportamento canino, numa vertente muito especial. Tive então o prazer de conhecer a Turid Rugaas pessoalmente. Uma mulher simples, aberta, com uma presença e autoridade exercidas sem agressividade...uma energia forte e positiva...
Nessa altura eu estava completamente envolvida no mundo canino da competição, treinando Agility e RCI. O meu companheiro da altura tinha uma escola de treino canino onde aprendi muito daquilo que sei hoje sobre treino, comportamento canino e cães em geral. Uma das minhas paixões.
Recordo-me que adorei a postura da Turid, uma postura que reflecte um conhecimento profundo sobre o comportamento canino e o respeito absoluto por aquilo que um animal é.
Contudo, esta postura não se quadunava com as exigências da competição. No mundo da competição os cães são habitualmente condicionados para obterem os melhores resultados, e aquilo que deveria ser divertimento é muitas vezes apenas um show off de egos. Falo por mim, pois também já lá estive. O cão é restringido, tal como um atleta de alta competição...com a diferença que ninguém perguntou ao cão se era isso que ele queria fazer. Por trás de muitos destes animais há elevados investimentos dos seus proprietários, e grandes expectativas.
Há cães e cães. Há cães que adoram trabalhar e competir. Esses são muito fáceis de conduzir pois possuem geneticamente todas as caracteristicas necessárias a um bom atleta canino, destacando a vontade de agradar e colaborar com o condutor, a elevada estamina e resistência, a alegria em executar tarefas fisicas, a rapidez de associação de imagens-sons-acção, etc. Tenho a honra de ter uma cadela assim, a Shiva. Ainda hoje ela delira se formos treinar. Irradia alegria e força e transforma-se ao entrar num campo de treino...
Mas há muitos cães que para chegarem lá têm que passar horas presos no canil e só sair para treinar, por exemplo. A filha da Shiva era assim. Esta técnica serve para lhes aumentar o nivel de ansiedade que depois é gerida no treino de forma a elevar a prestação do cão. Outros trabalham pela comida, sendo a comida o factor recompensa. Há muitas técnicas para elevar a estamina de um cão.
Correcto? Incorrecto? Depende da nossa posição no momento. Sei que quem o faz também gosta dos seus cães, e a verdade é que eu adorava os meus cães e fiz o mesmo. Não se impõe um julgamento pois a linha que separa o certo do errado é traçada por cada um de nós tendo em conta todas as variáveis pessoais, logo, é algo muito ambiguo e frágil. É facil cair na tentação da generalização. Como já estive nos dois opostos, hoje consigo posicionar-me de uma forma imparcial, e consigo perceber que nos dois opostos existe amor pelos cães, embora as suas manifestaçãoes sejam diferentes, e é o Amor que interessa, mesmo que tudo o resto nos pareça errado. Cada um tem o seu processo, o seu tempo, a sua aprendizagem.
Mas hoje, longe da competição e com mais uns aninhos de aprendizagem, crescimento e maturação , as palavras e postura da Turid atingiram-me como se o tal seminário tivesse sido ontem. É um trabalho que vale a pena divulgar pela beleza e luz que contem. E o mundo precisa de Luz e desta energia :)
A Turid, após anos de observação e estudo de campo, registou os sinais de calma que os cães transmitem em diversas situações, e como eles se comunicam corporalmente com os outros cães e com os seres humanos. Ao entendermos a sua linguagem corporal, muitos "problemas" podem ser resolvidos com facilidade, desde que haja vontade e dedicação do dono.
Aconselho vivamente a leitura dos seus livros (ver no site dela), a todos os que aceitaram a responsabilidade de partilhar as suas vidas com um ser canino...essa aprendizagem vai certamente lançar uma nova luz sobre as relações inter-espécies, mas também sobre as relações humanas ;)
Podem saber mais sobre ela no seu site e aqui podem ler uma entrevista muito elucidativa.

"Turid Rugaas é uma treinadora de renome internacional e escritora que, dedicou a sua vida aos cães, ao seu comportamento e ao seu bem-estar.
Esta treinadora Norueguesa trabalhou com cães ao longo de vários anos e estudou a linguagem corporal e os sinais dos cães por mais de uma década. Após um projecto em que Turid e um colega observaram os cães cuidadosamente, registando os seus comportamentos em vídeo e em fotografia, tornou-se conhecida mundialmente pelo seu trabalho relativo ao comportamento e sinais de calma nos cães.
Actualmente, Turid Rugaas é uma das especialistas mundiais em comportamento animal.
No livro, reconhecido pela crítica, On Talking Terms with Dogs: Calming Signals , (Falando com a linguagem dos cães: Os sinais de calma), ela partilha connosco as suas perspectivas acerca do fascinante mundo da comunicação entre cães, bem como entre cães e os seus donos.
Vive e trabalha na Noruega, onde é proprietária e dirige uma escola de cães, Hagen Hundeskole. Sendo uma oradora popular, tem passado a sua maior parte do tempo fora da Noruega, discursando e apresentando programas em conferências, seminários e workshops."

2 comentários:

Rosarinho disse...

Bem verdade tudo o que aqui foi escrito.Não que eu seja uma perita no assunto,mas vive conosco um yorkshire terrier à cerca de 7 anos que, como eu costumo dizer..."fala com o corpo"e,sinto que entende tudo o que lhe digo.
Grata pela partilha.

Siala ap Maeve disse...

Bem vinda Rosarinho! A partilha diária com um animal é uma aprendizagem fabulosa!
Bjos meus