“Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio porque as águas nunca são as mesmas e nós nunca somos os mesmos”. O existir é um perpétuo mudar, um estar constantemente sendo e não-sendo, um devir perfeito; um constante fluir...

Se gosta seja amigo :) Namasté!

18 de abril de 2010

Transmutação


Há alturas em que tudo o que fazemos parece resultar apenas em frustração e dor.

Alturas em que num instante o Sol brilha para no instante seguinte sermos assolados pela mais violenta tempestade...

Sei que há um significado para tudo isto que me vai acontecendo...embora neste exacto momento não consiga entender.

Sei que há algo importante a aprender, resta-me silenciar o medo e chamar a mim a força para continuar a caminhar com a certeza inabalável que este é o meu caminho.

Por vezes, o nosso passado regressa para nos atormentar, não por estar mal resolvido, mas simplesmente porque afecta aqueles que amamos de formas que nunca equacionámos...

É então que o espelho da alma lança luz sobre tudo o que fizémos até aqui, e as nossas acções revelam todo o seu alcance...

Crescer doi...e ainda mais doi quando fomos nós mesmos a plantar as sementes que agora são os arbustos espinhosos que minam o caminho escolhido. Testes. Provas...

Se tivemos intenção? Se sabiamos? Se previmos? Claro que não...mas isso não apaga os actos, nem as suas consequências.

Resta-me cerrar os dentes, manter-me firme, e acreditar.

E esperar a tempestade passar.

Fire Dragon—Transmutation, Mastery, Energy

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Siala!
Muitos de nós estamos mesmo passando pelo lado sombra da nossa vida...mas, o Sol irá nascer...isso é naturalmente certo!
Beijo de alegre domingo.
Astrid Annabelle

Siala disse...

Querida Astrid...é uma altura de duros testes á nossa essência. É como se o próprio Universo quisesse ter a certeza de que eu estou firme no meu caminho...
O Sol nunca deixa de brilhar, mesmo que não se mostre. Acreditar! Sempre :) Obrigada!
Namaste!